União Desportiva Vilafranquense, Futebol SAD

Esta semana, a “Palavra de União” é de Rui Vitória, que representou a União Desportiva Vilafranquense enquanto jogador e treinador. O técnico de 51 anos recebeu uma camisola dos ribatejanos ao intervalo do último encontro em casa, entregue em mãos por Luís de Sousa, diretor geral da SAD. Rui falou da ligação especial que tem com a União e deixou ainda uma mensagem ao clube.

O Rui recebeu hoje uma camisola da UD Vilafranquense, com o seu nome e número que utilizou no clube. Como é ser homenageado pelo clube onde começou a carreira enquanto treinador e que representou por diversas vezes enquanto jogador?

É uma satisfação muito grande. É um clube que me diz muito e foi onde cresci como pessoa, mas também onde iniciei a minha carreira de treinador. Receber esta camisola ao fim de tantos anos é um motivo de orgulho. A UD Vilafranquense é um clube muito especial para mim. Sinto-me privilegiado por esta ligação ao clube.

Como é assistir à evolução da UD Vilafranquense ano após ano?

É fantástico. Estes clubes da região passaram uma fase negativa há alguns anos em que não tinham nenhuma expressão em termos nacionais. Hoje isso já não acontece. Começamos a ver a UD Vilafranquense a disputar a Liga Portugal SABSEG e também a ter um crescimento sustentado. O clube está cada vez mais solidificado no futebol português, por isso, fico muito contente que haja esta evolução.

Sendo natural de uma cidade perto de Vila Franca de Xira, foi mais fácil ganhar carinho pelo clube?

Sim, foi. Eu fiz a faculdade, casei e fui pai quando jogava na UD Vilafranquense. Portanto, foi mais fácil criar uma ligação e ganhar carinho pelo clube. Quando começo a treinar, o primeiro clube é a UD Vilafranquense e criei uma relação muito especial. Tudo isto devido às pessoas, à forma como me receberam e também a forma como eu me entreguei à União. Tem um enorme significado para mim.

Conte-nos uma história marcante enquanto jogador ou treinador da UD Vilafranquense

Eu diria que foi o maior estágio da minha vida, visto que eu comecei a treinar na União com 32 anos e, nos primeiros tempos, tivemos muitos problemas financeiros. Foi uma riqueza enquanto treinador, visto que foi um estágio diário, onde tínhamos que tratar de alguns problemas e resolvê-los. Ficou também marcado por fazer uma renovação na equipa e alcançarmos bons resultados na II Divisão Nacional. Foi uma fase importante da minha carreira porque me obrigou e aos restantes elementos que trabalhavam comigo a refletir e a pensar sobre a nossa função. Enquanto jogador, conquistei cinco subidas de divisão na União, mas também uma descida. Teria muitas outras histórias para contar sobre este grande clube.

Por último, peço-lhe que deixe uma mensagem para todos os adeptos e para o clube, com destaque para os jogadores, staff técnico e direção

Deixo uma mensagem de grande satisfação por ver a evolução do clube e o reerguer da União. Desejo as maiores felicidades e espero que consigam alcançar os seus objetivos, com um percurso muito positivo no futuro. Estar nesta divisão dá muito trabalho, mas ainda há muito que fazer para continuar o excelente trabalho realizado até agora. Boa sorte a todos os que envergam esta camisola com muito prazer e orgulho.

Março 10, 2022

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *