União Desportiva Vilafranquense, Futebol SAD

Filipe Gouveia, treinador principal da UD Vilafranquense, fez a análise do empate a uma bola frente ao CD Feirense no final da partida a contar para a 30.ª jornada da Liga Portugal SABSEG. O timoneiro ribatejano congratulou os seus jogadores pelo jogo que realizaram e abordou alguns momentos do jogo.

“A justiça vale o que vale no futebol. Fizemos uma grande primeira parte, em que a equipa do CD Feirense não fez um único remate à nossa baliza. Além do golo, tivemos uma oportunidade junto do guarda-redes em que chutámos por cima. Tivemos mais duas em que podíamos ter decidido melhor, falhou a tomada de decisão. Na segunda parte, sabíamos que o CD Feirense ia procurar o empate, como boa equipa que é. Poderíamos também ter chegado ao segundo golo em uma ou outra transição, mas infelizmente, não aconteceu. Fizemos um grande jogo. Dar os parabéns aos meus jogadores. Começa a ser um hábito dar os parabéns, mas desde a minha chegada que têm sido fantásticos. Aqui, perante um adversário bem orientado, uma equipa que luta pela subida de divisão, fizemos um jogo fantástico”, considerou.

Questionado sobre quem merecia levar os três pontos, Gouveia referiu que “tinha de ser a Vilafranquense pelas oportunidades que criou”, agradecendo também aos adeptos que viajaram até Santa Maria da Feira para apoiar a equipa ribatejana.

“A haver um vencedor, eu acho que tinha de ser a UD Vilafranquense pelas oportunidades que criou, mas não concretizou. Uma casa difícil, um adversário fortíssimo. Agradecer aos adeptos de Vila Franca de Xira que se deslocaram aqui para dar o seu apoio”, terminou.

Os olhos estão agora postos no próximo jogo, agendado para o dia 24 de abril, frente ao FC Porto B, às 15h30, no Estádio Luís Filipe Menezes.

Abril 17, 2022

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *