União Desportiva Vilafranquense, Futebol SAD

União conseguiu o primeiro ponto na Taça da Liga frente ao primodivisionário Vitória SC.


À medida que caía a noite em Rio Maior, começava o frenesim em torno do Estádio Municipal. Era o arranque da Taça da Liga e ninguém queria perder o duelo entre UD Vilafranquense e Vitória SC, o segundo encontro da primeira jornada do grupo F – no outro jogo o Boavista venceu a B-SAD. Estavam, assim, reunidas as condições para um belo espetáculo de futebol.

O Nosso Onze Inicial

Relativamente ao último jogo, que terminou com uma vitória ao cair do pano, o mister Rui Borges alterou apenas uma peça no xadrez inicial, com a entrada de Sangaré para o lugar de João Mário.

Com a bola a rolar foi mesmo o Vitória quem começou melhor. A formação Vimaranense comandou os primeiros 10 minutos, através de um jogo mais dinâmico com a posse e mais energia no ataque. Ultrapassado o período de menor fulgor Ribatejano, a equipa de Rui Borges começou a soltar-se e conseguiu mesmo alguns momentos de grande interesse com bola, nomeadamente nas saídas para o ataque. Num dos desenhos ofensivos, perto da meia hora de jogo, Edson Farias é solicitado à entrada da área e remata forte, mas sai ao lado. De resto, fora uma das poucas situações de golo de parte a parte. Um primeiro tempo que teve Pedro Trigueira e Bruno Varela muito seguros nas respetivas balizas.

Marcação apertada – Foram muitos os duelos no primeiro tempo (Foto: UD Vilafranquense, Futebol SAD)

Nos segundos 45 minutos foi a União que reentrou melhor, com qualidade na troca de bola e velocidade nos ataques. Mas a segunda parte ficaria mesmo marcada pelo equilíbrio, com os dois conjuntos a dividirem o controlo e a protagonizarem algumas situações de golo. Do lado Vitoriano foi Tounkara a cabecear para uma boa defesa de Trigueira (na sequência do lance Bamba ainda haveria de rematar dentro de área, mas para fora). Já do lado do Vilafranquense foi Eric Veiga – que viveu uma noite inspirada – a cruzar com intensidade, o que levou Bruno Varela a deixar escapar a bola (porém, Bernardo não conseguiu desfazer a igualdade). Perto do final, Anderson ainda teve no pé esquerdo a grande situação para inaugurar o marcador, com um remate cruzado a obrigar Pedro Trigueira a uma defesa de recurso, mas que segurou mesmo o primeiro ponto da União na Allianz Cup, onde ocupa o segundo lugar da fase de grupos.

Histórico – Lançado em campo aos 90+3 minutos, Edson Mucuana tornou-se no mais jovem de sempre a jogar pela UD Vilafranquense na Taça da Liga.

União faz a força – A capacidade de resiliência foi fulcral para o desfecho final (Foto: UD Vilafranquense, Futebol SAD)

O próximo jogo da União Desportiva Vilafranquense tem lugar no próximo domingo (dia 27 de novembro) no Estádio do Bessa, frente ao Boavista, a contar para a jornada 2 da Allianz Cup.

Clica AQUI para assistires à Conferência de Imprensa do mister Rui Borges

Allianz Cup
Novembro 20, 2022
Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *